Notícias

Lasier defende seus projetos de combate à criminalidade

sexta, 10 de novembro de 2017

“Enquanto há esse clima de verdadeira guerra, os governos federal, estaduais e municipais e o Congresso Nacional não trabalham com medidas efetivas de combate à criminalidade”, discursou. Lasier deu como exemplo desse quadro aflitivo os presos que circulam livres, gozando de saídas liberadas ou de regime especial.

 

O parlamentar gaúcho aproveitou para apresentar dois projetos dele destinados a combater a violência. O primeiro, o PLS 499/2015, fixa novas regras para que o preso possa ter o direito chamado progressão de regime de pena, ou seja, ao regime semiaberto. O segundo, o PLS 285/2017, prevê que o bloqueio de celular em presídios possa ser financiado com recursos do Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel). Segundo Lasier, o principal objetivo do projeto é evitar que pessoas reclusas continuem a comandar o crime de dentro das prisões.

 

Pela proposta, só teria acesso a esse benefício o detento que cumprisse um mínimo de dois terços da pena para crimes comuns e de quatro quintos do tempo de reclusão no caso dos crimes hediondos. “Precisamos de menos ideologia e de mais ação. A insegurança toma conta das cidades, dos bairros, das ruas e tem quem ache que venceremos essa guerra sendo complacentes com a barbárie”, finalizou.