Notícias

Lasier apresenta voto em separado na CPI da JBS

quarta, 13 de dezembro de 2017

Na forma de um veemente protesto, o senador Lasier Martins (PSD-RS) apresentou esta tarde (13) voto em separado ao relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS, no qual explicita o desvio de rumo nos trabalhos. O parlamentar desferiu duras críticas ao relatório apesentado ontem pelo deputado Carlos Marun (PMDB-MS), que pedia o indiciamento do ex-procurador-geral Rodrigo Janot.

Lasier chamou atenção para a inversão de prioridades do colegiado “chapa branca” e “feito sob encomenda” desde a sua origem, quando houve a escolha como relator de “um dos mais tenazes apoiadores” do presidente Temer e fiel aliado do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

“A figura do deputado Carlos Marun simboliza com precisão a que se propôs esta comissão: um teatro do absurdo cujos atores elegeram como objetivo, sem o menor constrangimento, vingar seus aliados denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF)”, discursou.

Na opinião de Lasier, a CPMI usou personagens denunciados por crimes graves em favor de uma estratégia para desqualificar inimigos de políticos. “O sentimento que compartilho com o Brasil ao fim desta comissão é o mesmo de boa parte de nosso povo, de profunda decepção e frustração”, afirmou.

Para ele, CPMI da JBS poderia se chamar de CPMI do Janot, pois se tornou “um verdadeiro engodo, uma farsa, um espetáculo burlesco”, com “interesses políticos claros”.

 

Confira aqui o voto de Lasier na íntegra.