Notícias

CPI do BNDES: Lasier cobra esclarecimentos de Coutinho.

quarta, 25 de outubro de 2017

Coutinho deu respostas evasivas e tentou convencer de que os recursos geraram mais empregos no Brasil que lá fora, sendo rebatido por Lasier. “Como o grupo JBS quintuplicou de tamanho tão rapidamente, se tornando a maior processadora de carne do mundo? Foi tudo talento excepcional do Joesley Batista?”, provocou o parlamentar.

Lasier também inquiriu Coutinho sobre a notícia de que o ex-presidente do BNDES foi indiciado pela Polícia Federal juntamente com a primeira-dama de Minas Gerais, Carolina de Oliveira, por corrupção passiva no âmbito da Operação Acrônimo. “O senhor conhece essa senhora? Qual é a sua relação com ela?”, perguntou.

Coutinho disse que foi apenas apresentado a ela e que tinha apenas “relações institucionais” com o governador petista Fernando Pimentel, que não foi indiciado porque tem foro privilegiado. A CPI da BNDES aprovou hoje seis requerimentos de Lasier para a transferência ao colegiado de sigilo dos empréstimos do BNDES referentes a obras tocadas na África e na América Latina por empreiteiras brasileiras.

Foram requeridos documentos relativos aos projetos do Aqueduto do Chaco (Argentina), da OAS; da segunda ponte sobre o Rio Orinoco (Venezuela), da Odebrecht; da Hidrelétrica de Chaglla (Venezuela), da Odebrecht; da Barragem de Moamba Major (Moçambique), da Andrade-Gutierrez; Hidrelétrica de San Francisco (Equador), pela Odebrecht; e do Aeroporto de Nacala (Moçambique), pela Odebrecht.