Durante o depoimento das venezuelanas Mitzy Capriles, Lilian Lopez, e Rosa Orozco, em maio, na comissão de Relações Exteriores, o senador Lasier Martins recebeu várias mensagens em seu celular expressando estarrecimento com a situação revelada por essas mulheres. Elas são vítimas de graves violações de direitos humanos praticadas pelo próprio governo daquele país.

Na ocasião, Lilian disse que a inflação na Venezuela já alcança 74%, que já são 89 presos políticos. Para Lasier, diante dos relatos esclarecedores sobre a situação política e econômica daquele país não há dúvidas de que o Brasil precisa se posicionar. O senador perguntou para Lilian Lopez sobre as garantias jurídicas na Venezuela, uma vez que ela declarou o controle de Maduro sobre todos os poderes públicos. Lasier também subiu à tribuna para denunciar o caso. 

“A Venezuela vive hoje um cenário de terror onde a democracia é vilipendiada diariamente, sem que o Brasil se manifeste. A omissão de nosso país é vergonhosa, trai o compromisso que temos com a democracia e também com os direitos humanos”, afirmou Lasier na tribuna do Senado.